A Convecon

25 edições e 73 anos de história

25ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo

De 9 a 11 de outubro de 2017, São Paulo
  
A 25ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo foi realizada na cidade de São Paulo, no Centro de Eventos Pro Magno, entre os dias 9 e 11 de outubro de 2017. O lema dessa edição foi “Escrevendo a história e o futuro da Contabilidade”. Foram 34 palestras técnicas e motivacionais e 18 workshops paralelos, ministrados por 53 especialistas para 2.001 convencionais. Foram ministradas palestras técnicas e motivacionais, nas diversas áreas da Contabilidade. O presidente da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi), Welington Rocha, foi agraciado com a Medalha Professor Hilário Franco, entregue nas Convenções do CRCSP ao profissional da Contabilidade que se distinguiu na doutrina e pesquisa da Ciência Contábil.
 
O presidente do CRCSP era Gildo Freire de Araújo (gestão 2016-2017).

Histórico

São 73 anos a separar a 1ª da 25ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo. De 1944 a 2017 construímos uma fortíssima classe profissional, ao conquistar o direito a uma profissão reconhecida pela legislação e legitimada pela sociedade. Em sete décadas de realização das Convenções, os profissionais da contabilidade puderam testemunhar e viver acontecimentos que pontuaram a história da Contabilidade. Momentos marcantes, emocionantes e eternos. Momentos de vida.

1944 - 1ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: aqui nasceram o CFC e os CRCs

De 17 a 19 de julho de 1944, a sede do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo foi o palco do evento que reuniu, pela primeira vez, os profissionais da Contabilidade em torno de temas de interesse da profissão.
À frente do evento estava Pedro Pedreschi, então presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo e, posteriormente, presidente do CRC SP (gestão 1946-1950). Das diversas moções e indicações apresentadas pelas delegações de várias partes do Brasil, a que trouxe mais comoção foi a Indicação nº 41, de autoria dos Sindicatos dos Contabilistas de Porto Alegre e do Rio de Janeiro, um anteprojeto do Decreto-lei, sugerindo a criação do Conselho Federal de Contabilidade e dos Conselhos Regionais de Contabilidade, o que acabou acontecendo em 1946.

1946 - 2ª Convenção Nacional de Contabilistas: discussão sobre o exercício profissional

O dia 27 de maio de 1946 é histórico para os Contabilistas. Nessa data, o presidente Eurico Gaspar Dutra assinou o Decreto-lei nº 9.295, legitimando a criação do CFC e dos CRCs.
Reunidos na Escola de Comércio Álvares Penteado, em São Paulo, de 4 a 8 de novembro de 1946, 350 convencionais debateram o exercício e a arregimentação profissional. Com a elevação do ensino da Contabilidade ao grau universitário, também nesse ano, o ensino foi outro dos assuntos discutidos. Uma delegação internacional compareceu: a de Contabilistas dos Colégios de Contadores Públicos e Doutores em Ciências Econômicas de Buenos Aires, Argentina.
O presidente do CRC SP era Pedro Pedreschi (gestão 1946-1950).

1965 - 3ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: CRC SP passa a ser um dos organizadores

Depois de um intervalo de 19 anos, a Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo une forças com o Sindicato dos Contabilistas de São Paulo e, pela primeira vez, conta com a adesão do CRC SP para a realização da 3ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo, que aconteceu de 11 a 14 de novembro de 1965, em São Paulo.
Compareceram Contabilistas do Paraná, Rio Grande do Sul e do então estado da Guanabara. O debate deu-se em torno da reestruturação da profissão, da formação técnica e cultural do Contabilista, do exercício profissional, e a arregimentação e integração da classe como fatores do seu crescimento.
O Contador Antônio Venício Fellin (gestão 1965-1966) era o presidente do CRC SP.

1967 - 4ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: interior é escolhido como sede

A cidade de Ribeirão Preto, importante pólo econômico e cultural do estado de São Paulo, foi escolhida para sediar o mais importante evento contábil.
De 15 a 18 de novembro de 1967, os Contabilistas dedicaram-se a discutir vários temas de interesse da profissão, como a reestruturação da profissão e da legislação do CFC e dos CRCs, o exercício da profissão e o campo de atuação dos Contabilistas face à sua estrutura contábil.
Outros temas importantes para o desempenho do profissional também foram apresentados, como a dinâmica da Contabilidade, a disposição departamental em balancetes, custo de produção ou de vendas contabilizados mensalmente, análise de resultados mensais acumulados, vendas anuladas e seu retorno ao estoque e organização da parte administrativa das empresas.
O presidente do CRC SP era Tikara Tanaami (gestão 1967-1968).

1969 - 5ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: Campinas é a cidade sede

Com o objetivo de proporcionar aos Contabilistas do interior do estado a oportunidade de maior participação, desta vez a cidade escolhida para sediar o mais importante evento contábil desse ano foi Campinas, uma das maiores e mais desenvolvidas cidades paulistas.
A 5ª Convenção aconteceu de 27 a 29 de junho de 1969. Nesse ano, o presidente do CRC SP era João Gondim Sobrinho (gestão 1969).

1970 - 6ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: ética profissional no centro dos debates

Pela primeira vez, a bela cidade de Santos serve como sede do encontro maior dos Contabilistas.
De 10 a 12 de julho de 1970, os profissionais da Contabilidade iniciam um debate em torno da ética profissional, a preservação do campo da ação profissional, a remuneração dos serviços profissionais, o conceito de empresa e de profissional liberal e as mudanças da legislação, como os problemas especiais decorrentes de isenções do ICMS.
O Contador Firmino Pacheco Nobre (gestão 1970-1971) era o presidente do CRC SP nessa ocasião.

1982 - 7ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: área de atuação dos Contabilistas é tema de discussão

Depois de um lapso de 12 anos, os profissionais da Contabilidade realizam a 7ª Convenção, novamente na cidade de Santos, de 25 a 27 de novembro de 1982.
O Contabilista e sua área de atuação foi um dos temas debatidos no evento, assim como informações sobre os órgãos que representam o Contabilista e a atualização cultural e o adestramento dos profissionais contábeis.
Nesse ano, o Contador Sylvio Nunes (gestão 1982-1983) era o presidente do CRC SP.

1983 - 8ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: Araraquara recebe os profissionais

Menos de um ano depois da realização da 7ª Convenção, os Contabilistas reúnem-se na 8ª Convenção, desta vez na cidade de Araraquara, escolhida pela sua importância regional no interior do estado.
De 20 a 22 de outubro de 1983, sob a presidência de Sylvio Nunes (gestão 1982-1983), o objetivo do evento foi a valorização do Contabilista. Além das palestras, foram formadas Comissões de Estudos para atualização, solução de dúvidas e sugestões.

1985 - 9ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: a informática e os Contabilistas

De 21 a 23 de novembro de 1985, cerca de 200 convencionais participaram do evento realizado em Campinas. O presidente do CRC SP era o Contador Antonio Luiz Sarno (gestão 1984-1985).
Pela primeira vez, os participantes discutiram a então grande novidade para o desempenho da profissão: a informática e a adequação dos Contabilistas. A mudança do currículo escolar na área da Contabilidade foi outro dos temas abordados.

1987 - 10ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: aprovados mais de 20 trabalhos

Sediada em Ribeirão Preto, a 10ª Convenção aconteceu entre os dias 15 a 17 de outubro de 1987.
A boa surpresa ficou por conta do grande número de trabalhos submetidos à Comissão Organizadora. Mais de duas dezenas deles foram apresentados aos mais de 300 convencionais.
O presidente do CRC SP, na ocasião, era Custódio Guimarães Filho (gestão 1986-1987).

1989 - 11ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: evento começa a ter lema

Um grande sucesso de público mostrou o interesse dos Contabilistas pelo seu evento estadual. Compareceram 1.299 pessoas (900 profissionais, 83 estudantes, 181 acompanhantes, 47 colaboradores e 87 convencionais de outros estados).
O evento, realizado em Santos, entre 19 e 21 de outubro de 1989, teve como lema “Atuação Decisorial do Contabilista na Administração Moderna”. Palestras, painéis, um manifesto e várias moções mobilizaram os convencionais.
Uma das moções de repúdio insurgia-se contra o Projeto de Lei nº 169, aprovado pelo Senado no dia 18 de outubro de 1989, de autoria do senador Fernando Henrique Cardoso, instituindo a alíquota de 3%, a título de Imposto Sobre Serviços, para as receitas brutas recebidas pelos profissionais liberais.
O presidente do CRC SP era Sérgio Approbato Machado (gestão 1989-1990).

1991 - 12ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: desafios da nova década

“A Contabilidade e os Desafios da Década” foi o lema da 12ª Convenção, realizada em Santos, de 22 a 24 de agosto de 1991. O presidente do CRC SP era José Ismar da Fonseca (gestões 1990-1991 e 1992-1993).
Compareceram 1.241 convencionais, que elogiaram a objetividade e o alto nível das palestras, dos painéis e da organização. Personalidades internacionais estiveram presentes como o presidente da Associação Interamericana de Contabilidade, Miguel Angel Alarcon Rios, e o presidente do Colégio de Contadores do Paraguai, Mário Adalberto Estigarribia.

1993 - 13ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: o aspecto social da Contabilidade

A cidade de Santos, mais uma vez, foi escolhida para ser o palco da 13ª Convenção, realizada de 17 a 19 de junho de 1993. O presidente do CRC SP era José Ismar da Fonseca (gestões 1990-1991 e 1992-1993) e o lema “A Função Social da Contabilidade” norteou as nove palestras e quatro painéis, assistidos por 989 convencionais.

1995 - 14ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: workshop para professores

A 14ª Convenção inovou ao introduzir o workshop “Total management Aplicado ao Ensino Superior de Contabilidade”, dirigido a professores e estudantes de Ciências Contábeis. Simultaneamente ao evento foi montada uma mostra comercial das principais empresas de informática e editoras com produtos e serviços voltados para os Contabilistas.
Realizada de 17 a 19 de agosto de 1995, na aprazível cidade Águas de Lindóia, o lema “A Contabilidade no Contexto da Nova Realidade Econômica e Social” retratava com exatidão as mudanças econômicas e sociais trazidas pela “crescente estabilização da moeda, a consolidação da urbanização e o avanço espantoso da tecnologia nas atividades produtivas”, como declarou o presidente do CRC SP José Serafim Abrantes (gestão 1994-1995), na abertura do evento.
A 14ª Convenção recebeu 881 pessoas.

1997 - 15ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: novos rumos da profissão

Aberta pelo economista (senador eleito pelo PT-SP em 2003) Aloizio Mercadante, o evento aconteceu em Águas de Lindóia, de 20 a 23 de agosto de 1997. O lema “Evolução dos Negócios: os Desafios para a Profissão” debateu os desafios éticos e profissionais, o papel do marketing dos serviços, a revolução da informática e a arbitragem como um novo campo de atuação para o Contabilista. O workshop para professores e estudantes debateu o tema “Os Desafios para os Formadores de Talentos”.
O presidente do CRC SP era José Antônio de Godoy (gestão 1996-1997). Na ocasião, foi lançada oficialmente a home page do CRC SP. Participaram do evento 907 pessoas.

1999 - 16ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: tendências para a profissão

Com o lema “Desenvolvimento e Estrutura no Mundo dos Negócios e na Profissão”, a 16ª Convecon teve como saldo o aumento do número de trabalhos com temática dirigida às Ciências Contábeis, maior consciência do papel do Contabilista no contexto econômico nacional e mundial e uma grande integração entre estudantes e professores.
Realizado em Santos, de 15 a 18 de setembro de 1999, o evento foi marcado pela realização de 12 painéis, três palestras e o workshop “Mudando o Profissional para Mudar o Futuro” e uma feira de produtos e serviços para profissionais da Contabilidade.
Para o presidente do CRC SP, Irineu De Mula (gestão 1998-1999), “o congraçamento entre Técnicos de Contabilidade, Contadores, professores e estudantes foi um dos inúmeros saldos positivos da realização da 16ª Convenção.
Foram contabilizadas 811 pessoas.

2001 - 17ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: sucesso de público

Realizada no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo, de 26 a 28 de setembro de 2001, a 17ª Convenção inovou em seu lema:”contabilidade.com…ética e prestação de contas”.
Um total de 4.369 pessoas estiveram no evento
(2.355 convencionais, 233 participantes do workshop “Educação Contábil: Problemas e Oportunidades”, 781 estudantes, 1.000 expositores e visitantes por dia).
A participação de palestrantes estrangeiros, como Robert J. Sack, professor emérito da Universidade de Virgínia, EUA, e de Ben Owen, vice-presidente da Dialog América Latina, enriqueceram os três dias do evento, que teve palestras, seminários, apresentação de trabalhos e exposição de produtos e serviços para Contabilistas. No site do CRC SP, o usuário tinha as informações sobre o dia-a-dia do evento.
O CRC SP criou a Medalha Professor Hilário Franco, em homenagem ao ilustre Contabilista, recebida pelo professor da FEA-USP, Eliseu Martins.
O presidente do CRC SP era Victor Domingos Galloro (gestão 2000-2001).

2003 - 18ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo: troca de conhecimento

“Brasil 2003: Contabilidade e Compromisso Social”, o lema da 18ª Convenção, mostrou a preocupação dos profissionais da Contabilidade com seu desenvolvimento profissional e a cidadania.
O evento, realizado no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo, de 17 a 19 de setembro de 2003, foi prestigiado por 3.846 pessoas (1.568 Contabilistas, 605 estudantes, 125 convidados, 97 pessoas de outras profissões, 1.000 visitantes e 451 expositores da Feira de Negócios).
O workshop dessa edição da Convenção foi dividido em dois temas: “O Perfil do Formando em Ciências Contábeis Exigido pelo Mercado de Trabalho” e “Metodologia e Didática no Ensino da Contabilidade”.
No encerramento do evento, dois acontecimentos históricos: os dirigentes das Entidades Contábeis Paulistas assinaram uma moção, dirigida ao Congresso nacional, alertando quanto à proposta da Reforma Tributária, então em tramitação, por não atender aos setores produtivos; e a inauguração do novo Portal do CRC SP.
O presidente do CRC SP era Pedro Ernesto Fabri (gestão 2002-2003).

2005 - 19ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo

O lema da Convenção nesse ano foi “Qualidade, Ética e Transparência na Profissão Contábil”. Realizado entre os dias 7 e 9 de setembro de 2005, no Mendes Convention Center, em Santos, o evento foi prestigiado por mais de 2.400 pessoas. Nessa edição, as 24 palestras e os 9 painéis estavam divididos em seis grandes áreas: Auditoria, Educação, Organização Contábil, Área Pública, Perícia e Arbitragem e Tecnologia da Informação. O presidente benemérito do CRC SP, Arthur Magalhães Andrade, o Contabilista com mais tempo de registro no Conselho, foi homenageado com um troféu. O professor Luiz Nelson Guedes de Carvalho, presidente do Conselho Consultivo do IASB, recebeu a “Medalha Professor Hilário Franco”, por seus serviços prestados à Contabilidade.
O presidente do CRC SP era Luiz Carlos Vaini (gestão 2004-2005).

2007 - 20ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo

Com o lema “Contabilidade: excelência na gestão”, a Convenção, realizada entre os dias 15 e 17 de agosto de 2007, atraiu 2.500 pessoas ao Palácio das Convenções do Parque Anhembi. A programação foi elaborada com esmero: 31 palestras sobre Auditoria Interna, Auditoria Externa, Empresas de Contabilidade, Perícia/Arbitragem/Mediação, profissionais em geral e Área Pública, cinco eventos paralelos voltados para mulheres, estudantes e na área da educação. A presidente do CFC, Maria Clara Cavalcante Bugarim, foi homenageada com a Medalha Professor Hilário Franco, por sua distinção na doutrina e pesquisa da Ciência Contábil.

O presidente do CRC SP era Luiz Antonio Balaminut (gestão 2006-2007).

2009 - 21ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo

Seguindo o lema “A Contabilidade na era digital”, a 21ª Convenção foi realizada entre os dias 19 e 21 de agosto de 2009, no Palácio das Convenções do Parque Anhembi. As 31 palestras, os cinco eventos paralelos e os dois eventos culturais que compuseram a programação atraíram 2.300 participantes. Alguns dos temas abordados foram a convergências às Normas Internacionais de Contabilidade, Contabilidade no setor público, perícia contábil, Governança Corporativa e Contabilidade Ambiental.

A Medalha Professor Hilário Franco foi entregue ao Contador, professor e empresário da Contabilidade Antoninho Marmo Trevisan, como reconhecimento por sua distinção na doutrina da Ciência Contábil.

O presidente do CRC SP era Sergio Prado de Mello (gestão 2008-2009).

2011 - 22ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo

A 22ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo foi realizada na cidade de Santos, no Mendes Convention Center, nos dias 17. 18 e 19 de agosto de 2011. O lema foi “Contabilidade Global: Evolução Profissional”. As 45 palestras, proferidas por 58 especialistas em Contabilidade, foram assistidas pelas 3.150 pessoas inscritas. Foram abordados temas de interesse dos profissionais, dos empresários contábeis, Auditores, Peritos, da Área Acadêmica e da Área Pública. O tema recorrente foi a adoção das IFRS (International Financial Reporting Standards – Normas Internacionais de Contabilidade). O presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade e presidente do CFC (Conselho Federal de Contabilidade), gestão 2004-2005, José Martonio Alves Coelho recebeu a Medalha Hilário Franco, pela distinção na doutrina e pesquisa da Ciência Contábil.

O presidente do CRC SP era Domingos Orestes Chiomento (gestão 2010-2011).

2013 - 23ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo

A 23ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo foi realizada na cidade de São Paulo, no Palácio das Convenções do Parque Anhembi, nos dias 18, 19 e 20 de agosto de 2013. O lema desta edição foi “Contabilidade: Ciência Estratégica a Serviço da Sociedade”. Foram 41 atividades, ministradas por 56 especialistas para 2.000 convencionais. Além das palestras voltadas para Auditoria, empresas de Contabilidade, profissionais e Perícia, a área pública ganhou destaque. As tendências para a área contábil foram debatidas em painéis sobre empresas, educação, sustentabilidade, marketing e ética e área pública. O professor doutor José Carlos Marion foi agraciado com a Medalha Professor Hilário Franco, entregue nas Convenções do CRC SP ao Profissional da Contabilidade que se distinguiu na doutrina e pesquisa da Ciência Contábil.

O presidente do CRC SP era Luiz Fernando Nóbrega (gestão 2012-2013).

2015 - 24ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo

A 24ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo foi realizada na cidade de Santos, no Mendes Convention Center, nos dias 14, 15 e 16 de junho de 2015. O lema dessa edição foi “Contabilidade: Ciência a Favor da Transparência”. Foram 32 palestras técnicas e motivacionais e três eventos paralelos, ministrados por 53 especialistas para 1.562 convencionais. Foram ministradas palestras técnicas e motivacionais, nas diversas áreas da Contabilidade. O professor Sérgio de Iudícibus recebeu a Medalha Professor Hilário Franco, entregue nas Convenções do CRCSP ao profissional da Contabilidade que se distinguiu na doutrina e pesquisa da Ciência Contábil.

O presidente do CRCSP era Claudio Avelino Mac-Knight Filippi (gestão 2014-2015).