fbpx

Indicadores de desempenho para a gestão de PMEs

Para as empresas de pequeno e médio portes, que competem no mundo das tecnologias 4.0, alcançar os principais objetivos do negócio – como maximizar a produtividade, fornecer um produto excelente e cumprir os prazos com sucesso – é fundamental para sobrevivência a longo prazo.

Com a temática central “Indicadores de Desempenho para Gestão das Pequenas e Médias empresas”, Tiago Nascimento Borges, coordenador da área Contábil do SESCON-SP/UNISESCON e professor da FECAP, participará de painel na 26ª CONVECON no dia 5 de novembro, das 12h às 13h.

“Uma das principais ferramentas disponíveis para garantir a sustentabilidade do negócio, superar as crises e viabilizar a inovação são os sistemas de indicadores de desempenho. Se engana quem pensa que vamos falar de lucro, receita, despesas. Indicares de desempenho incluem um mix de produtos, satisfação de clientes, turnover de funcionários e produtividade, por exemplo. Vamos mostrar que o profissional contábil é o profissional certo para implantar e monitorar sistemas de indicadores de desempenho nas organizações”, explica.

O tema da CONVECON 2019 é Contabilidade 4.0: Disruptiva, Inovadora, Sustentável. Segundo o especialista, a escolha é justificada pela incansável e acelerada mudança no ambiente dos negócios, com reflexos diretos na profissão contábil. O IFAC (Federação Internacional de Contadores) já emitiu o alerta: “os contadores precisam continuar seu influente papel como principais consultores dos empresários, mas para isso precisam concentrar mais energia e conhecimento na criação de informações que apoiem as decisões dos gerentes e funcionários em todo tipo de empresa”.

Para Borges, embora a natureza essencial do contador vá permanecer no futuro, que é garantir a integridade das informações contábeis e fiscais apresentadas pelas organizações à terceiros, é urgente a necessidade desse profissional ir além do IFRS e SPED, obtendo maior visibilidade da sua capacidade de lidar com os números subjacentes, quer revelando insights importantes ou respondendo as principais questões estratégicas dos gestores, por exemplo. Isso ressalta a necessidade de, no evento, discutir como viabilizar a tomada de decisão colaborativa mais rápida, impulsionada por dados, mesmo em pequenas e médias empresas.

“Além disso, infelizmente, em muitos departamentos contábeis, a tecnologia é aplicada apenas para coletar e processar informações da contabilidade societária (IFRS) e da contabilidade tributária (SPED), impedindo o desenvolvimento de soluções voltadas para as demandas estratégicas dos gestores. Ou seja, sistemas contábeis, ainda que atendam plenamente as demandas societárias e tributárias, muitas vezes não cumprem seu papel no processo de gestão das empresas”, pontua.

Dashboards (painéis de Indicadores), segundo o coordenador do SESCON-SP/UNISESCON, podem ser implantados utilizando tecnologias simples, como planilhas eletrônicas, mas na Economia 4.0 esse não é mais o padrão. “Tais soluções estão na nuvem, são alimentadas por robôs e contam com o apoio da inteligência artificial para análise. Atualmente muitas são fáceis de instalar, usar e atualizar. Algumas podem ser gratuitas e outras exigem grandes investimentos. O desafio proposto para a palestra: conhecer as alternativas, como adotá-las e, especialmente, quais são os benefícios de cada uma”, finaliza.

Cota Diamante

Cota Platina

Cota Ouro

Cota Prata

Cota Bronze

Cota Apoio

Banco Oficial

Parceiro de Mídia

REALIZAÇÃO

Organizadores

Apoio

TRANSPORTADORA OFICIAL

AGÊNCIA OFICIAL DE VIAGENS

ORGANIZAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO

ORGANIZAÇÃO

MCI Brasil
Rua George Ohm, 230, 19ºa,
Torre A, São Paulo, Brazil
+55 11 3056 6000
atendimento@mci-group.com
www.mcibrasil.com.br